: Pequeno Almoço :
-
Público
-
DN
-
JN
-
SIC
-
RTP
-
TSF
-
CNN
-
BBC
-

: Almoço :
-

Ljcc
-
Apatia
-
Borras de Café
-
Captain´s Log
-
Sepsia
-


: Café :
-

Home
-
E -mail
-

: Lanche :
-

Arquivos
-

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

| Home |
| Weblog |
| Fotos |
| Nós |

quarta-feira, maio 04, 2005

Dedicated to the Peter Candels

>>

Not for the babies the Alcoolocausto.


Germano Oliveira às


quarta-feira, setembro 29, 2004

Fazer a primavera só com uma ave

>>Certamente que com a contribuição de uma águia como eu (não com andorinhas portistas e sportinguistas como vocês), o cedofeita vai renascer, florescer e maravilhar o mundo.



miguelcoutinho às


terça-feira, setembro 28, 2004


>>Concordo plenamente contigo amigo. E prometo dar a minha forte contribuição para que isto volte a ser parecido com o que era antes. Não tenho dúvidas que também tu te esforçarás. Mas nós não chegamos. Já se diz que duas andorinhas não fazem a Primavera. E sinceramente não sei se conseguimos reunir as outras andorinhas todas. Muitas emigraram e se calhar não voltam. Pelo menos todas em simultâneo. Mas era bom que sim. Eu cá estou. Digo PRESENTE e não vou falhar. Desde que mais se juntem a nós neste grito de sobrevivência.

Please return my friends. Hasta. Vou continuar a trabalhar. Já que não faço mais nada na vida.

PS: Bons tempos esses das 500 gajas... Quer dizer, não é que hoje elas não me continuem a cercar... Siiim... Eu é que nem tempo tenho para elas. Mas tenho saudades dessa semana. Vivia-se na era PAGA BENFICA. Os miseráveis eram demais.


andre às




>>Concordo plenamente contigo amigo. E prometo dar a minha forte contribuição para que isto volte a ser parecido com o que era antes. Não tenho dúvidas que também tu te esforçarás. Mas nós não chegamos. Já se diz que duas andorinhas não fazem a Primavera. E sinceramente não sei se conseguimos reunir as outras andorinhas todas. Muitas emigraram e se calhar não voltam. Pelo menos todas em simultâneo. Mas era bom que sim. Eu cá estou. Digo PRESENTE e não vou falhar. Desde que mais se juntem a nós neste grito de sobrevivência.

Please return my friends. Hasta. Vou continuar a trabalhar. Já que não faço mais nada na vida.

PS: Bons tempos esses das 500 gajas... Quer dizer, não é que hoje elas não me continuem a cercar... Siiim... Eu é que nem tempo tenho para elas. Mas tenho saudades dessa semana. Vivia-se na era PAGA BENFICA. Os miseráveis eram demais.


andre às



Ressurreição!

>>Amigos,

Fiz uma pequena incursão pelos últimos posts do cedofeita. Morte do cedofeita? MacDonalds como arma comunista para derrubar o capitalismo? Eutanásia bloguística? André com 500 gajas à espera?
Vocês só se podem estar a passar!!! Espero, sinceramente, que estejam recuperados. Acabaram os momentos depressivos. Está na hora de levantar o cedofeita!!! Se assim não for, muito do tempo que passámos juntos pode deixar de fazer sentido.
O CEDOFEITA está aqui! Mas, não é auto-suficiente. Só faz sentido se o encararmos como um segundo lar em que (olhem a sorte) não se paga renda!!



SVieira às


sexta-feira, setembro 24, 2004

João Soares convicto de "vitória na segunda volta"

>>Quando vejo o filho do Mário Soares na televisão, quando o oiço na rádio ou leio declarações nos jornais, interrogo-me sobre a problema de ser humano.
De facto, a nossa condição débil de seres humanos pode levar-nos a actos de loucura, a divagações, a enganos, a errar.
O caso do João Soares, no entanto, é difícil de caracterizar. Terá ele tido um bloqueio egocêntrico durante a infância ou a adolescência? Temos que admitir que ele é um pouco mimado.... e pode, eventualmente, ter sido de tal forma mimado que no processo de desenvolvimento cognitivo, algo falhou.
"Eu sou o melhor candidato para derrotar a direita!", repetiu-o uma vintena de vezes. Poderá ser narcisismo? Eu não me inclino tanto para esta hipótese, porque, acaso ele fosse narcisista, julgo que conseguiria ter índices de produtividade maiores. Produtividade, entenda-se, empatia com as pessoas que o rodeiam.
Pai ausente? É uma forte possibilidade. Todos nós sabemos da importância que os pais têm como role model. Mário Soares é um homem de luta. Desde tenra idade que se assumiu como um lutador, o que lhe custou algum tempo com a família. João Soares pode ter sofrido com essa ausência.
O maior problema reside no facto de ninguém avisar João Soares do ridículo em que cai constantemente. Por isso, amigo João Soares, antes de chegar o dia em que todos te vamos ver chorar no colo do teu pai, ou no colo de qualquer pessoa que esteja a teu lado, vai descobrir qual é o teu problema. Parece ser grave e.... pode ter cura!!



SVieira às


quarta-feira, março 31, 2004

Morrer de pé vs. viver de joelhos

>>Estou a ver que a temática da morte continua a agitar as almas vivas do cedofeita...porque ainda as há, não haja dúvida.

O Cedofeita esteve na lista para ser abatido num futuro próximo, visto que tem passado grande parte dos últimos meses moribundo. eu que passo parte das minhas manhãs entre moribundos, mergulhada no cheiro a velhice e doença que paira nas enfermarias, posso assegurar que não há poesia nem terna melancolia nos que por lá definham. definhar é uma coisa feia de se ver. é um desrespeito à vida e ao próprio. já a morte tem o seu quê de poético e de heróico.

Diz-se por aí que é melhor morrer de pé do que viver de joelhos...

E no entanto, se calhar perferimos subsistir sentados (parafraseando o Filipe das tiras de BD da Mafalda). dá-nos o conforto que só a postura quadrúpede pode proporcionar, enquanto mantemos um estatuto muito semelhante ao bípede.

Só que de vez em quando, faz falta uma ameaçazinha de morte...para cairmos da cadeira e lembrarmo-nos de como é bom estar de pé, por mais que isso custe em certas alturas.


Isis às


sábado, março 20, 2004

será que não pensas nisto candeias?

>>Olá caros amigos. estou aqui para ajudar a manter o cedofeita. Subscrevo aqui as palavras do hugo, no dia «Mar 18, 05:25:44 PM
Em segundo lugar, pá, long life to Cedofeita. Pensem que não vamos estar juntos para sempre e que será um método de falarmos e recordarmos ons bons momentos.»
a minha pergunta é: para quê matar o blog? está ali.... se ninguém o utilizar, não há problema. Mas a questão é q pode ser sempre útil...
Ah! E depois entre andar a tentar matar o blofg e deixá-lo vivo, o que é que dá mais trabalho? deixa o "miúdo" (gostei da expressão andré) em paz...

Um abraço a todos. candeias.... não deixes que a vida de monitor te desgrace. Eras tão bom menino...


Bruno às




>>Sim, pode ser qu ressuscite. Aliás, nestes uultimos 2 dias isto teve mais posts do que nos ultimos 2 meses pelo menos...

Agoara para tia amigo Hugo... Não sei se sabes, mas eu vim para aqui para trabalhar... e fica a saber, e acredita, faço-o a media de 10 horas diárias. Como também deves saber, eu trabalho num site...e consequentemente, como também deves imaginar, preciso de estar sempre ligado a net... logo, consegui arranjar 15 minutitos para publicar aqui qualquer coisita.

Mas se quisesse, podia perfeitamente utilizar a net no meu quarto de hotel! Toma, esta é para ti! Sim, são só 2 euros por 15 minutos. Mas como não sou eu que pago... Efectivamente a minha vida tem sido um luxo. Por dia gasto 60 contitos... pagam os miseráveis! Isto é muioto show! Ficava a viver aqui para sempre... Almoçar até me confunde tal é a oferta... a minha cama 5x5 quase me afoga. E depois, no campo das mulheres também não me tenho dado mal. É´asism a vida de um mago-rico! Tenho tudo o que quero. Acerca do Benfica, dscobri coisas em off-record que davam para queimar e arrebentar o clube todo. É uma vergonha... Ma também uma comiquice. Passo os dias e noites com os jogadores e dirigentes. É cada uma que vós nem imaginais. Algumas coisas contadas nem dá para acreditar... Mas depois eu conto. Isto é um circo do maior. MT Mega mago show!!!
Hoje fomos assinar a conta do hotel para enviar para o Benfica... Quase 1500 euros! Só há minha pala... É assim a minha (dura) vida...

Agora talvez vá ter com uma das 500 gajas que esperam por mim... Antes de começar a trabalhar... Ah, talvez va tomar um cafezito com o meu amigo Robert Jarni.

Ah, e houve aí uma noite...SHOWZISSIMO!!!!!!!!

ASbraço, fiquem bem. Tenho mm de ir trabalhar.


andre às



Para onde vão os blogues quando morrem?

>>Compreendo o Candeias. O gosto de matar um blogue que está moribundo é uma coisa boa (e mórbida, mas e daí?). Mas concordo também que este morto-vivo também pode dar jeito. Não tem dado jeito algum e é curioso ver as pessoas preocupadas com ele, mas hey! pode ser que isto ressuscite. Ou não.

Blogues mortos ou pior-que-mortos:

LJCC
Entrehistórias
Barulho
Cedofeita


Pedro às


quinta-feira, março 18, 2004

Cedofeita

>>André, em primeiro lugar, como julgo que não deves ter Net no telemóvel, espanta-me que estejas num local onde tenhas acesso à rede. Isto porque, segundo as tuas projecções feitas a semana passada, a essa hora devia estara a acabar de entrar no teu quarto uma massagista particular depois de teres dado muito show na noite passada. Longe de mim não acreditar que isso não se tenha passado, mas no mínimo é dúbio...
Em segundo lugar, pá, long life to Cedofeita. Pensem que não vamos estar juntos para sempre e que será um método de falarmos e recordarmos ons bons momentos.
Bom fim de semana.


Hugo às


quarta-feira, março 17, 2004


>>Candeias, efectivamente isto de seres monitor está a fazer-te mal à cabeça… Mas é compreensível… a dura responsabilidade de estar sempre na faculdade às 9 está a abalar-te. Aproveito para te parabenizar por nunca teres chegado atrasado… Melhor monitor não poderia a faculdade ter arranjado. E levantar cedo é fácil… é só mentalizar que temos que acordar às 8 e depois torna-se um hábito… ès um tretista de primeira apanha.

E aqui fica a minha colaboração para evitar que o Cedofeita faleça subitamente… Agarra-te à vida miúdo. A rua onde tantas vezes nos sentámos à conversa num qualquer café vive já agarrada às máquinas… Pode ser que se salve. Prometo que vou tentar ajudar. Já que não se podem salvar e reviver esses bons tempos…


andre às


sexta-feira, março 05, 2004

O Fim da Linha

>>Candeias, pá,.....Caralho, eu sabia que o Cedofeita se agarrava com muitas dificuldades à continuidade da sua existência, mas daí até chegar ao ponto de postares essa história do Macdonald's....Orienta-te miúdo, e, jornalista, escreve-se "há mais"

Hugo às


quinta-feira, fevereiro 26, 2004

O Macdonalds Comunista.

>>Verdade é que o Mcdonalds supostamente veio da America. Bastiao capitalista por toda a sua natureza e historia. No entanto sempre me questionei se isto seria verdade, tendo mesmo descoberto atraves de uma analise exaustiva que tal...não é completamente verdade.
O Mcdonalds é na verdade uma tentativa comunista de atacar o regime capitalista....por dentro...
Embasbacado com tal afirmação? Passemos então aos factos.

Primeiro Ponto
O Presidente Truman e Ditador Russo Joseph Stalin, não se curtiam, e a guerra fria começou na decada de quarenta quando a russia afirmou e demonstrou ter potencial militar começando a corrida das armas nucleares....curiosamente foi também na decada de 40 que os primeiros restaurantes Mcdonalds abriram...é claro que isto pode parecer vago...

Segundo Ponto
Quando pensamos em comunistas o que e que nos vem a cabeça? "que todos se vestem de igual"...o pessoal do mac...tambem se veste todo de igual sendo que o poder todo reside no manager do restaurante que se veste ligeiramente diferente...

Terceiro Ponto
A concentração produtiva de uma empresa...os governos comunistas acreditam que o povo deve ter o mesmo padrão de vida..tudo igual no mac..as refeição são todas o mesmo preço...

Quarto Ponto
A produção em massa dos artigos pelas unidades fabris..nem preciso de passar a explicar este ponto...

Quinto Ponto
O derradeiro ponto...ja pensaste no simbolo comunista? Uma foice amarela sobre um fundo vermelho...agora pensa no simbolo do mac.. Um M sobre um fundo vermelho..agora corta uma perna do M ..o que e que tens? ...uma foice sobre um fundo vermelho...curioso? Espera que á mais..

Sexto Ponto..
Tal como é verdade que o Mcdonalds é comunista, também é verdade que o radicais monarcas ingleses tentaram implementar o mesmo metodo...através...do Burguer King....é claro que teve menos sucesso....


Pedro M. Candeias às


sexta-feira, janeiro 30, 2004

Neste caso, digam não à eutanásia

>>Apelo ao Pai Candeias e demais pessoas responsáveis pela concepção do Cedofeita que não acabem com este blog... que interessa se ninguém escreve nele há n tempo? é uma boa maneira de comunicarmos entre nós...
O apelo fica feito... se a decisão for contrária a este pedido, obviamente não direi nada em contrário.

Ps - Um abraço e um beijo (aqueles que podem ser os últimos) a todos os que escreveram nesta rua...

Desejos de bons exames e bons estágios que se avizinham...


Bruno às



No meu tempo era assim...

>>Sent: Thursday, January 29, 2004 1:10 AM
Subject: Tempos áureos!!! Para maiores de 20


Em conversa com o irmão mais novo de um amigo, cheguei a uma triste
conclusão.
A juventude de hoje, na faixa que vai até aos 20 anos, está perdida.
E está perdida porque não conhece os grandes valores que orientaram os
que hoje passam de essa idade.
O grande choque, entre outros nessa conversa, foi quando lhe falei no
Tom
Sawyer.
"Quem? " , perguntou ele. Quem?! Ele não sabe quem é o Tom Sawyer!
FodA-SE!!!

Como é que ele consegue viver com ele mesmo?
A própria música: " Tu que
andas sempre descalço, Tom Sawyer, junto ao rio a passear, Tom Sawyer,
mil
amigos deixarás, aqui e além... " era para ele como o hino senegalês
cantado em mandarim ou como os lusiadas escrito em kriolo.


Claro que depois dessa surpresa, ocorreu-me que provavelmente ele não
conhece outros ícones da juventude de outrora.
O D'Artacão, esse herói
canídeo, que estava apaixonado por uma caniche; Sebastien et le Soleil,
combatendo os terríveis Olmecs; Galáctica, que acalentava os sonhos dos
jovens, com as suas naves triangulares; O Automan, com o seu Lamborghini
que dava curvas a noventa graus; O mítico Homem da Atlântida, com o
Patrick
Duffy e as suas membranas no meio dos dedos; A Super-Mulher, heroína que
nos prendia à televisão só para a ver mudar de roupa (era às voltas,
lembram-se?); O Barco do Amor, que apesar de agora reposto na Sic
Radical,
não é a mesma coisa. Naquela altura era actual ...
O bocas akele boi com as suas socas .. bus bus bus bus... a formiga freedy
em alemao k n se percebia um corno mas a malta via na msm! Os amigos do
gaspar com o famoso guarda serõdio e com o manjerico k falava... dasse
ele
nunca tiveram nada disto...

E para acabar a lista, a mais clássica de todas as séries, e que
marcou
mais gente numa só geração: O Verão Azul.
Ora bem, quem não conhece o Verão Azul merece morrer. Quem não chorou
com
a morte do velho Shanquete, não merece o ar que respira. Quem, meu Deus,
não sabe assobiar a música do genérico, não anda cá a fazer nada.


Depois há toda uma série de situações pelas quais estes jovens não
passaram, o que os torna fracos. Ele nunca subiu a uma árvore! E pior,
nunca caiu de uma. É um mole. Ele não viveu a sua infância a sonhar que
um
dia ia ser duplo de cinema. Ele não se transformava num super-herói
quando
brincava com os amigos. Ele não fazia guerras de cartuchos, com os
canudos
que roubávamos nas obras e que depois personalizávamos. Aliás, para ele é
inconcebível que se vá a uma obra.

Ele nunca roubou chocolates no Pingo-Doce.

O Bate-pé para ele é marcar o ritmo de uma canção.
Confesso, senti-me velho ...

Esta juventude de hoje está a crescer à frente de um computador.

Tudo bem, por mim estão na boa, mas é que se houver uma situação de
perigo real, em que tenham de fugir de algum sítio ou de alguma
catástrofe,
eles vão ficar à toa, à procura do comando da Playstation e a gritar pela
Lara Croft. Óbvio, nunca caíram quando eram mais novos. Nunca fizeram
feridas, nunca andaram a fazer corridas de bicicleta uns contra os
outros.
Nunca jogaram ha entrada ha estatua e chegaram a casa com o pescoço em
carniça das papas k tinham levado|


Hoje, se um miúdo cai, está pelo menos dois dias no hospital, a levar
pontos e a fazer exames a possíveis infecções, e depois está dois meses
em
casa a fazer tratamento a uma doença que lhe descobriram por ter caído.
Doenças com nomes tipo " Moleculum infanticus " , que não existiam
antigamente.

No meu tempo, se um gajo dava um malho
nem via se havia sangue, e se houvesse, não era nada que um
bocado de terra espalhada por cima não estancasse. Eu hoje já nem vejo as
mães virem à rua buscar os putos pelas orelhas, porque eles estavam a
jogar
à bola com os ténis novos.
Um gajo na altura aprendia a viver com o perigo.
Havia uma hipótese real de se entrar na droga, de se engravidar uma miúda
com 14 anos, de apanharmos tétano num prego enferrujado, de se ser
raptado
quando se apanhava boleia para ir para a praia. E sabíamos viver com
isso.

Não estamos cá? Não somos até a geração que possivelmente atinge
objectivos maiores com menos idade? E ainda nos chamavam geração " rasca
"
... Nós éramos mais a geração " à rasca " , isso sim. Sempre à rasca de
dinheiro, sempre à rasca para passar de ano, sempre à rasca para entrar
na
universidade, sempre à rasca a ver se a namorada estava grávida, sempre à
rasca para tirar a carta, para o pai emprestar o carro. Agora não falta
nada aos putos.

Eu, para ter um mísero Spectrum 48K, tive que pedir à família toda
para
se juntar e para servir de prenda de anos e Natal, tudo junto.

Hoje, ele é Playstation, PC, telemóvel, portátil, Gameboy, tudo.
Claro,
pede-se a um chavalo de 14 anos para dar uma volta de bicicleta e ele
pergunta onde é que se mete a moeda, ou quantos bytes de RAM tem aquela
versão da bicicleta.


Com tanta protecção que se quis dar à juventude de hoje, só se
conseguiu
que 8 em cada dez putos sejam cromos.

Antes, só havia um cromo por turma. Era o tóto de óculos, que levava
porrada de todos, que não podia jogar à bola e que não tinha namoradas. É
certo que depois veio a ser líder de algum partido, ou gerente de alguma
empresa de computadores, mas não curtiu nada.

Hoje, se um puto é normal, ou seja, não tem óculos, nem aparelho nos
dentes, as miúdas andam atrás dele, anda de bicicleta e fica na rua até
às
dez da noite, os outros são proibidos de se dar com ele.

Foda - se


Pedro M. Candeias às


sábado, dezembro 27, 2003


>>Vocês também vão para terras marroquinas?

Pedro M. Candeias às


sexta-feira, dezembro 26, 2003

Ano Novo

>>Caros amigos.... ao estar agora a falar com o nosso Candeias no msn e após ele me ter alertado para o recado que me havia deixado, aqui no Cedofeita, li e achei por bem justificar a minha ausência na passagem de ano que ouvi... realizar-se-á em terras "marroquinas" segundo o mesmo. Devido a várias e simpáticas solicitações feitas há semanas atrás, aceitei o convite de passagem de ano (por ordem de chegada), tal como fiz com o de passar o natal; por isso não poderei estar convosco. De qualquer modo, espero q se divirtam por vós e por todos aqueles q não estiverem presentes.

Um abraço e um beijo para todos vós. Até 2004.


Bruno às



Bruno..

>>Bruno...tens que ganhar juizo...não podes vir "postar" tão cedo...
Entretanto, tenho também anunciar que não vos vou fazer companhia no fim de ano, visto já ter planos lá para os lados das terras marroquinas interiores (torres vedras)
Espero no entanto que se divirtam muito.


Pedro M. Candeias às



Passagem de ano

>>Não se organiza nada? Será o último ano que estamos juntos. Falou-se em Caminha, mas não sei como seria o alojamento.. Eu tenho uma casa em Esmoriz que podemos ocupar para ficar lá ou para ir a algum lado e depois repousar ou etc. Com umas garrafas fazemos a festa. Digam qualquer coisita.

Pedro às